A música como refúgio e o silêncio como companheiro.

.

É "nóis"! Eleitores ignorantes, políticos irresponsáveis

DESABAFO:
Diante de tantos descalabros, ando desmotivado
para escrever sobre imoralidades e suas consequências.
Parece que não adianta!

[Projeto de Artigo]

Não quero crer que nossos legisladores só se preocupam com suas próprias vidinhas e continhas, mas lendo o festival de leis que fazem para se beneficiar do dinheiro público, fica impossível acreditar que seja diferente.

Leis garantem tudo a quem detém o poder e nada para quem nada é (para esses, há previsão, para aqueles, garantia). Essa é a realidade originada na casa que deveria ser de todos.

Ouvi que pobre (leia-se ignorante) não gosta de votar em político que não ganha. E continuamos perdendo. Na era das mídias quem ganha é quem tem poder midiático, além de econômico e financeiro para impor sua eleição (não candidatura).

Para passar o tempo, somos incentivados a nos ocupar com o que, verdadeiramente, não importa e o que tem importância é tratado como brincadeira. Como exemplo, milhões de brasileiros são educados por programas de televisão, mas os contratos de concessões de TV omitem critérios para exibição de programas educativos. Comprometimento e responsabilidade são palavras desconhecidas do grande público e das grandes redes.

E assim segue este país, sem qualquer autocrítica, achando que pode ser referência em alguma coisa. Francamente! ...Talvez, sejamos os melhores em passar a perna nos outros... tá bom, tá bom, estou pegando pesado. Nem somos os únicos, tampouco os melhores nisso. Que pena! (Ironia tem sido uma válvula de escape dos inconformados).

Precisamos que se eduque adultos e crianças, já! Uma educação que vá além dos conteúdos programáticos previstos em leis (estas estão sob suspensão). Educação do ser humano, do ser ético, do ser cidadão. Uma educação para convívio no grupo e que contribua para o aprimoramento individual e do todo. Não uma educação de consumo!

Infelizmente, não basta falar, nem acreditar. É preciso fazer. Faça sua parte, seja sensato: eduque-se!